No workshop parental gratuito que costumo fazer, refiro sempre as NECESSIDADES psicológicas base dos nossos filhos e sobre o impacto que a satisfação ou insatisfação das mesmas tem no equilíbrio e no bem-estar deles.

Existe uma conexão direta entre as nossas necessidades, o nosso bem-estar como seres humanos (crianças e adultos) e o comportamento consequente.

necess_bemestar

Todos temos necessidades que precisamos de satisfazer (necessidade não é desejo). A satisfação ou não satisfação delas influencia o nosso estado emocional, físico, psicológico, a nossa atitude e as nossas relações, e, reflete-se direta ou indiretamente na forma como agimos e nas decisões que tomamos.

O nosso comportamento não é algo isolado, dissociado do resto. É uma parte do nosso TODO. Está interligado com as nossas necessidades, com o nosso pensamento, com a nossa consciência, com as nossas emoções e sensações.

arrow-right-xxl_orangeQuando as nossas necessidades não estão satisfeitas, estamos em desequilíbrio, sentimos stress, frustração e desconexão – sentimentos que nos provocam um estado negativo, de “mau-estar”.

arrow_turqQuando as nossas necessidades estão satisfeitas a um nível optimal, sentimo-nos preenchidos, contentes, conectados e estamos em harmonia, connosco e com o mundo a nossa volta. Sentimo-nos bem e estamos bem. Estamos em equilíbrio.

A forma como escolhemos agir/comportar com base nestas emoções é algo que aprendemos a fazer desde o nascimento, com base nos exemplos dos que nos rodeiam e da interação com eles (vê mais aqui).

Compreender esta conexão necessidades – bem-estar – comportamento é fundamental para a relação que construímos connosco mesmos e com os nossos filhos.

Como Pais, tornar-mo-nos conscientes desta interdependência necessidades – bem-estar – comportamento é imperativo para compreendermos que o “mau comportamento” é, de facto, um sinal de alteração no bem-estar da criança, de insatisfação das suas necessidades. Um sinal de que ela precisa de apoio e conexão, não de repreensão ou afastamento.

Existem certas crenças herdadas sobre o comportamento e educação das crianças e sobre o papel dos Pais que já não fazem sentido perpetuar (como, por exemplo, exigir à criança “Faz como eu digo.” ou “Quem manda aqui sou eu.“, desconsiderando completamente as suas necessidades emocionais, físicas, mentais etc.).

É tempo de mudar a nossa perspetiva, de decidir e agir de formas mais harmoniosas e equilibradas, conscientes e respeitosas em relação aos nossos filhos e também em relação à nós mesmos!


Se estás neste caminho - descobre 3 ferramentas que te vão ajudar a criar uma relação mais respeitosa, consciente e próxima com os teus filhos. Poderá ser útil imprimir e colocar estas páginas em locais onde as possas ver frequentemente, em casa, no carro ou no trabalho. Assim, terás mais estímulo e apoio na criação de novos hábitos e novas formas de pensar.

3 Ferramentas parentais para compreender as necessidades, o bem-estar e o comportamento 


Lista necessidades
- temos necessidades básicas que influenciam a forma como nos sentimos pensamos e agimos. Conhece-las melhor ajuda-te a compreenderes os comportamentos do teu filho (e os teus) e escolheres ajuda-lo e ensina-lo a satisfazer as suas necessidades de forma positiva, aumentando o seu nível de bem-estar.

Guia dos sentimentos positivos - quando as nossas necessidades estão satisfeitas a um nível optimal, estamos em equilíbrio interior e exterior e isto aumenta o nosso nível de "bem-estar".

Guia dos sentimentos negativos - quando as nossas necessidades não estão satisfeitas, estamos em desequilíbrio interior e exterior. Isto baixa o nosso nível de "bem-estar".

Convido-te a deixar o teu comentário e a partilhar as tuas experiências sobre compreender as necessidades dos teus filhos e como os ajudas à equilibrar o seu bem-estar.

gabriela-signature_pink_

 


Comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published.